Bem-vindo ao BNDES Aberto.
Um canal direto entre o BNDES e você.

Muitas polêmicas têm envolvido o BNDES. Para virar essa página, o Banco está aberto para dialogar com a sociedade brasileira. Aberto para ouvir, repensar e assumir que tem pontos a melhorar.

O BNDES quer seguir em frente e fazer jus ao seu histórico de 67 anos de contribuição ao desenvolvimento do país. O Banco quer evoluir e se reinventar para enfrentar os novos desafios do Brasil. 

Aqui no BNDES Aberto, você conhece ações para aperfeiçoar a transparência, efetividade, práticas e processos de gestão, além de encontrar as explicações sobre questões polêmicas e um diálogo transparente sobre a atuação do Banco.

Vamos virar essa página juntos! Contribua para que o BNDES possa utilizar seu conhecimento do Brasil, suas capacidades técnica e de articulação para focar em sua razão de existir: transformar a vida dos brasileiros.

Compartilhe
Aberto para falar sobre o futuro

Quem está aberto, está aberto para novos momentos.
BNDES. Aberto para o desenvolvimento do Brasil. 

Conheça o conjunto de ações que o BNDES está colocando em prática.

1
Acordo de Cooperação Técnica com o Ministério Público Federal: sinergia no combate à corrupção.

O BNDES celebrará acordo com o MPF, por meio da Procuradoria Geral da República, com o objetivo de promover o apoio técnico e o compartilhamento de informações e documentos de pessoas físicas e/ou jurídicas que mantêm relacionamento com o BNDES, facilitando a atuação do Banco no esclarecimento de temas técnicos ao MPF, e agilizando a conclusão de processos judiciais em curso.

Com isso, o BNDES acredita que estará trabalhando, mais uma vez, para atender a uma expectativa dos cidadãos, contribuindo para a adoção de soluções rápidas e eficazes a cargo das autoridades judiciais.

 

 

2
Integração de análise cadastral com bases externas: mais agilidade e maior acurácia.

Para ter acesso a recursos do BNDES, toda empresa passa por uma análise rigorosa. O objetivo é avaliar o comportamento de crédito e a regularidade tributária, além de detectar eventuais desconformidades. Aprimorar esse processo é de extrema importância.

Por isso, o BNDES está promovendo a integração de sua análise cadastral com bases externas. Ou seja, o banco está adotando rotinas automáticas para a rápida captura de dados, cruzando informações oriundas de órgãos públicos, como o IBAMA, a Controladoria-Geral da União (CGU), o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Tribunal de Contas da União (TCU), entre outros órgãos de fiscalização, além de dados de mídia.

Desta forma, o BNDES aperfeiçoa seus processos e controle, proporcionando ao cidadão respostas rápidas, sem perda de seu rigor técnico.

 

 

3
Diretoria de Compliance: dedicação exclusiva à governança e transparência.

Como parte do processo de melhoria contínua de sua estrutura de governança e transparência e com o fim de designar uma equipe exclusivamente dedicada a este estratégico tema, o BNDES criou uma nova diretoria que reunirá os temas de compliance, integridade, gestão de riscos, controles internos e atividades correcionais.

A partir de agora, a nova Diretoria de Compliance responderá diretamente à Presidência do BNDES e ficará responsável, inicialmente, pelas áreas de Integridade e Gestão de Riscos, assim como pela nova Corregedoria da instituição.

 

 

4
Criação de inédita Corregedoria interna: sintonia com mercado e CGU.

O BNDES está instaurando uma unidade de corregedoria, subordinada à Diretoria de Compliance do banco. Corregedoria é uma área específica dentro de órgãos públicos que apura erros de conduta devidamente previstos em normas e leis.

Além de aperfeiçoar as práticas internas, a nova unidade de Corregedoria irá fortalecer os procedimentos de investigação e apuração nos questionamentos envolvendo o banco. Com essa iniciativa, as atividades do BNDES passam a funcionar em perfeita sintonia com as melhores práticas de mercado e com as orientações da Controladoria-Geral da União (CGU).

 

 

5
Contratação de auditoria externa forense: independência e aprofundamento.

O BNDES está utilizando auditoria forense externa com o objetivo de cooperar e subsidiar os órgãos de controle governamentais, além de contribuir para o esclarecimento definitivo à sociedade sobre as operações realizadas.

Nesse sentido, está em processo de finalização a auditoria externa sobre as operações com a JBS. E está em curso o processo de contratação de nova auditoria sobre outro tema.

 

 

6
Hotsite e ferramenta de busca facilitada e integrada de operações: agilidade e simplicidade na comunicação.

O BNDES está implantando, em seu site, uma ferramenta que facilita a busca de informações sobre as operações do banco, semelhante aos buscadores da internet tornando a navegação mais ágil, fácil e intuitiva. Tudo para que você possa encontrar todas as informações que procura sobre o BNDES.

São mais de 3,5 milhões de operações disponíveis para consulta, entre financiamentos, participações acionárias, subscrição de debêntures e aquisição de cotas de fundos.

A ferramenta permite ao usuário realizar consultas por termos associados aos projetos financiados pelo banco e não apenas pela razão social ou pelo CNPJ da empresa apoiada, como era antes. Também permite a busca de termos combinados e conta com o uso de filtros para tornar a busca do usuários ainda mais precisa.

Além disso, foi desenvolvido este hotsite, com uma linguagem mais simples, adotando recursos gráficos e visuais; disponibilizando conteúdo em novos canais de comunicação; e intensificando a presença nas redes sociais. Este hotsite é uma das primeiras ações implementadas para melhorar a comunicação com a sociedade.

 

 

7
Plataforma de acompanhamento da contribuição do BNDES para os ODS: alinhamento com temas relevantes na agenda pública.

As atividades do BNDES estão alinhadas com temas relevantes nas agendas nacional e internacional de desenvolvimento. E, para mostrar isso à sociedade brasileira, BNDES criou uma plataforma digital específica para apresentar suas ações relacionadas aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), plano de ação da ONU para promover vida digna para todos.

Na plataforma, estarão disponíveis os recursos desembolsados por ODS e sua distribuição no território brasileiro. No lançamento, serão oferecidas as informações relacionadas a sete objetivos:

  • Saúde e bem-estar (ODS3);
  • Educação de qualidade (ODS4);
  • Água potável e saneamento (ODS6);
  • Energia limpa e acessível (ODS7);
  • Cidades e comunidades sustentáveis (ODS11);
  • Consumo e produção responsáveis (ODS12);
  • Vida terrestre (ODS15).

 

 

8
Plano de Dados Abertos: BNDES será a primeira estatal a aderir.

O BNDES será a primeira empresa estatal a aderir espontaneamente à Política Nacional de Dados Abertos (Decreto nº 8.777/2016), que prevê a disponibilização de informações contidas em suas bases de dados, para a sua livre utilização pela sociedade, para que possa acompanhar, controlar e avaliar ainda mais de perto a atuação e os resultados do banco.

Aquela norma é destinada somente a entes da Administração Pública Federal Direta, Autárquica e Fundacional e o BNDES não é, portanto, obrigado a aderir a essas normas. Mas, voluntariamente, para atender aos anseios da sociedade e superar suas expectativas, promoverá a disponibilização de todos os dados possíveis.

Neste sentido, o BNDES abriu em 27.11.2019 uma consulta pública para que os cidadãos manifestem o interesse do acesso a algumas das 56 bases de dados inventariadas do Banco. O resultado da consulta pública será combinado com outros critérios para a priorização das bases de dados que comporão o Plano de Dados Abertos do BNDES.

 

 

9
Compartilhamento de colaboradores do BNDES com outras instituições do governo: aprimoramento do conhecimento.

Dentro da premissa de ter um olhar integrado sobre as necessidades do país, o BNDES irá compartilhar, de forma temporária, parte de seus colaboradores com outros órgãos de governo. A ideia é não apenas reforçar os quadros de pessoal dessas instituições, como também estimular a troca de conhecimento e uma colaboração mais estreita entre elas.

Após o período acordado, o colaborador retornará com novas experiências e conhecimentos para agregar às suas atividades no Banco.

 

 

10
Reposicionamento da carteira de mercado de capitais: maior impacto para a população.

Os financiamentos são a modalidade de desembolso mais conhecida do BNDES. Mas, ao longo dos anos, o Banco também tem realizado uma série de operações de compra de ações, de títulos de dívida (debêntures) e de cotas em fundos de participação e crédito.

O BNDES definiu uma nova estratégia de atuação no mercado de capitais. O Banco reduziu seu limite de exposição ao risco de mercado gerado por sua carteira de ações. Para se enquadrar neste novo limite, reduzirá a concentração da carteira em grandes empresas listadas em bolsa.

Os recursos do BNDES serão reposicionados para novos investimentos com maior impacto no desenvolvimento da economia brasileira, tais como no setor de saneamento, buscando sempre alavancar o capital privado.

 

 

Casos polêmicos? Aqui tem as respostas.
A história da "caixa-preta" do BNDES
saiba mais
O BNDES e a Lava Jato
saiba mais
O BNDES e os “R$ 500 bi”
saiba mais
O BNDES, o PSI e os Jatinhos
saiba mais
O BNDES e a JBS
saiba mais
O BNDES e a Odebrecht
saiba mais
O BNDES e o Grupo X
saiba mais
O BNDES e as exportações de serviços
saiba mais
Mais casos
Estamos abertos para tirar suas dúvidas.

Quer mais informações? Acesse a seção de Transparência de nosso site e consulte todas as nossas operações. Caso ainda tenha dúvidas, use o formulário abaixo para falar conosco.

* Campos de preenchimento obrigatório
Aguarde enquanto a sua mensagem é enviada